Tag Archives: tênis

Fedal

por Diogo de Barros Souza

Poderia ser mais uma manhã de um domingo qualquer, mas Federer e Nadal conseguiram despertar os fãs de esporte para um grande duelo, valendo o título de Grand Slam do Australian Open. Foram mais de 3h30 de jogo em Melbourne, com grandes jogadas e muita intensidade em um dos maiores clássicos do tênis.

Após cinco sets, Federer sagrou-se campeão e retornou ao circuito em grande estilo, após cerca de 6 meses afastado por uma cirurgia no joelho. Do outro lado, Nadal jogou bem mais uma vez, mostrando estar totalmente recuperado das recentes lesões que sofreu. Dois azarões (por suas atuais condições físicas) chegaram a final e conquistaram o público australiano, jogando em alto nível superaram com estilo as adversidades do torneio.

Um duelo tão equilibrado e com algumas jogadas no limite da quadra, teve auxílio eletrônico para decidir a bola do jogo. Uma bola na linha no fundo do suíço Federer foi declarada fora pelo juiz. Ele pediu o desafio, o espanhol Nadal não acreditava que tivesse sido dentro, mas ficou provado que a bola era boa. Federer vibrou muito e foi às lágrimas ao vencer a sua 28ª final em um Grand Slam, mais um recorde para a conta.

É muito bom acompanhar jogos assim, entre jogadores consagrados e milionários, mas que de alguma forma ainda sentem o esporte e a adrenalina quando entram em quadra, por isso que atletas desse nível são chamados de lendas do esporte. Não vi tristeza ou decepção por parte do Nadal, muito pelo contrário, ele sabe que jogou o seu melhor contra um cara que jogou o melhor dele e alguns detalhes decidiram a partida. Faz parte do esporte. O respeito entre os dois é fenomenal, isso faz do Fedal (Federer x Nadal) mais especial ainda.

Por mais jogos assim.

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Linha tênue

por Diogo de Barros Souza

Assim como no futebol, o tênis também sofre com investigações de corrupção, mas relacionadas a manipulação de resultados envolvendo casas de apostas. A polêmica teve início com a publicação de uma reportagem da TV britânica BBC e do site BuzzFeed mostrando que 16 jogadores, que já apareceram no top 50 do ranking mundial podem ter manipulado os resultados de partidas em troca de dinheiro pago por apostadores russos e italianos.

djoko

A Unidade de Integridade do Tênis (TIU) suspeitou de um resultado em 2007, e de lá pra cá investigou 26.000 partidas nos últimos sete anos afim de ligar os pontos e detectar possíveis fraudes nos resultados. Até o momento nenhum tenista foi acusado diretamente, apenas se tem conhecimento de que oito dos 16 jogadores citados acima participam do Aberto da Austrália (que acabou de começar) estão entre os envolvidos, inclusive vencedores de Grand Slams.

Alguns tenistas se manifestaram a respeito das suspeitas, o mais enfático até então foi o nº 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic, ao informar que já lhe ofereceram muita grana (200.000 dólares em 2007) para entregar uma partida. Gustavo Kuerten também deixou sua posição sobre o fato: Nos anos em que eu estive no circuito a ATP sempre combateu o caso com muita seriedade. O assunto é extremamente preocupante, porque compromete a essência do esporte, a competição limpa, plena, o respeito às regras. Pela decência e justiça cultivadas pelo universo do tênis, acredito que sejam casos isolados, em que a punição deve ser severa, disse Guga.

A linha tênue para tudo isso é permitir ou não a proximidade de casas de apostas no esporte, por um lado (o financeiro) é muito bom, mas por outro (o esportivo) não é, porque abre diversos precedentes para suspeitas, denúncias e investigações. A manipulação de resultados é péssima para o esporte e necessita de severas punições aos envolvidos. O esporte poderia ser mais simples e puro, mais isso sem os corruptos que insistem em se aproveitar das suas riquezas.

Leave a Comment

Filed under Reflexões