Tag Archives: seleção brasileira

Gestão e liderança

por Diogo de Barros Souza

O início espetacular do técnico Tite na Seleção Brasileira de Futebol, não é apenas uma questão de sorte, números ou coisa dos deuses do futebol, e sim o resultado do trabalho de gestão e liderança realizado pelo treinador e sua equipe. Vimos algo parecido na seleção de vôlei, com o técnico Bernardinho, quando o Brasil revolucionou em quadra e fora também, através de estatísticas e dados essenciais para a construção da equipe e conhecimento dos pontos fortes e fracos dos adversários.

A era Tite está mostrando um novo tipo de jogo para o futebol da Seleção Brasileira, mesmo com poucos dias para treinamento os resultados estão aparecendo, afinal são 5 jogos e 5 vitórias nas Eliminatórias da Copa do Mundo Rússia 2018. A questão coletiva e o fato de convocar alguns jogadores com quem já trabalhou e são de sua confiança, mesmo que não estejam atuando em grandes campeonatos, favorecem o fortalecimento do grupo e sua proposta de jogo.

tite-selecao-brasileira

Os conceitos de gestão e liderança são um tanto quanto parecidos, ou seja, administrar pessoas e problemas, e cabe ao gestor ter a capacidade e o conhecimento para aplicar suas ideias e fazer com que seus liderados acreditem na sua proposta. O tempo de preparo até chegar a Seleção Brasileira fez bem para o Tite, ele conseguiu desenvolver novas habilidades e o hábito de pensar diferente. É a tal da reciclagem, importante para os profissionais de qualquer profissão. Ser capaz de colocar em prática o que você pensa através das pessoas, é a maior virtude de um líder.

Se para ser líder é necessário ter a capacidade de atrair seguidores, Tite está fazendo muito bem o seu papel. A Copa do Mundo Rússia 2018 está logo ali.

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Somos todos babacas

Diogo de Barros Souza

Estamos de fato alguns passos atrás de muitos países, e a eliminação precoce na Copa América Centenário, apenas escancarou mais uma vez o problema técnico que a Seleção Brasileira vem sofrendo, desde a última Copa do Mundo ou um pouco antes dela. A incompetência vem de cima e prejudica todo o resto.

Os problemas começam no entendimento do que significa o futebol brasileiro e toda sua história, é necessário entender isso primeiro, assim todos respeitariam a tradição da camisa do Brasil e não aceitariam a derrota como algo comum. A direção da CBF é muito culpada, o técnico também e os jogadores mais ainda. Que seja criado o hábito de ter vergonha na cara, e ser profissional. Ser ex-jogador de futebol, significa automaticamente uma chance de ser técnico da Seleção ou dirigente da CBF, a solução pode não estar aí. A união da experiência de campo com o conhecimento técnico é o ideal. Assim, não ficamos reféns de ideias ultrapassadas sobre o futebol.

dunga-bufando

O futebol brasileiro precisa de mais, pois sempre foi referência para outros países e agora somos motivo de zoação. Precisamos também de um calendário decente e que acompanhe o restante do mundo. Não é aceitável, ter jogos da Seleção e Campeonato Brasileiro no mesmo período. É preciso respeitar a torcida e fazer com que ela tenha vontade de sentar na frente da TV para torcer, e não para zoar, como tem acontecido nos últimos jogos.

O 7 x 1 contra a Alemanha nunca irá se apagar, mas é possível reerguer a dignidade jogando com qualidade, tendo um comportamento aceitável para jogadores de futebol profissionais. Enfim, o futebol brasileiro precisa começar do zero. Somos todos babacas!

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Não, obrigado

por Diogo de Barros Souza

Por mais que se tente explicar, é muito difícil entender o que faz um jogador aos 30 anos de idade recusar uma convocação para a seleção de seu país, em uma posição historicamente carente. O brasileiro e lateral direito do Bayer de Munique, Rafinha, pediu dispensa da convocação para as Eliminatórias da Copa do Mundo 2018, que será realizada na Rússia. Cogita-se a hipótese de uma certa vontade do jogador em atuar pela Alemanha, já que está prestes a conseguir a cidadania alemã e por achar que não tem chances reais de futuro na Seleção Brasileira.

Sempre pensei que Rafinha poderia ter mais chances na Seleção principal, mas nunca teve. Ele já participou de competições oficiais com as seleções de base, inclusive um mundial sub-20 e uma Olimpíada. Parece que esse pode ser o empecilho para que o seu desejo em atuar pela seleção da Alemanha não se concretize, o regulamento da FIFA impede que um jogador que já tenha atuado em competições oficiais por uma seleção nacional, jogue por outra. Mas isso vai ficar para os advogados discutirem, já que ele não completou sequer um jogo inteiro na seleção principal do Brasil.

Penso que se o Brasil tivesse goleado a Alemanha por 7 x 1 e levado a Copa do Mundo 2014, dificilmente algum jogador teria coragem para dispensar uma convocação, essa questão da perda do prestígio e respeito da Seleção Brasileira deve pesar (não deveria) na cabeça do jogador, ainda mais quando se tem a oportunidade de jogar pela seleção campeã do mundo.

Contudo, Rafinha foi claro na resposta da pergunta: Seleção Brasileira? Não, obrigado.

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Gol da Alemanha

por Diogo de Barros Souza

Parece que o tempo não passou, porque cada gol da Alemanha ainda está recente na memória dos brasileiros e vai continuar por um bom tempo, mas o aniversário dos 7 x 1 da Alemanha contra o Brasil na semifinal da Copa do Mundo 2014, completou 1 ano ontem e por incrível que pareça, a desconfiança e a impaciência continuam presentes na relação: Torcida Brasileira x Seleção Brasileira. A derrota e do jeito que foi, acarretou em uma série de deficiências em toda estrutura do futebol brasileiro, e muita coisa despontou para o início de uma grande reformulação no futebol pentacampeão do mundo.

gol-da-alemanha-1

Mas até o momento e com o escândalo da FIFA, ainda não conseguimos enxergar nenhum tipo de mudança significativa, muito pela falta de preparo dos comandantes do futebol aqui no Brasil. O que acontece fora de campo reflete em dobro nas ações dentro dele. Não é apenas de vitória que precisamos, e sim mudar a forma que entendemos o futebol.

Acredito que uma mudança de fato, é a reorganização do calendário do futebol brasileiro, que está fora dos padrões mundiais. Apenas com uma mudança desse tipo, vamos conseguir ter chances para avançar no fortalecimento dos clubes nacionais, revelar mais talentos e fortalecer a Seleção Brasileira, porque assim iremos conseguir respeitar as datas FIFA e não prejudicar os campeonatos estaduais, regionais, nacionais e continentais, valorizando ainda mais nossos clubes e jogadores.

Leave a Comment

Filed under Reflexões

A volta

por Diogo de Barros Souza

No próximo sábado, veremos a volta de Anderson Silva ao esporte e ao octágono que o consagrou como um dos maiores lutadores dos últimos tempos. Com certeza, será um dos maiores eventos do UFC, tanto na esfera esportiva quanto na comercial. Muitos esperam ver o grande campeão lutando novamente em alto nível, assim como os patrocinadores desejam longa vida a Anderson no esporte.

ufc-183-poster

Anderson retorna às competições depois de 13 meses afastado, desde que sofreu fratura da perna esquerda na disputa com o americano Chris Weidman. O UFC 183 poderá marcar mais uma vez uma grande reviravolta esportiva, casos assim geram enorme expectativa por parte de todos. O ex-jogador Ronaldo é um grande exemplo, após uma série de graves lesões retornou ao futebol e conquistou a Copa do Mundo de 2002 com a Seleção Brasileira, em um momento que todos davam como certa a sua aposentadoria.

Desde o anúncio da luta em julho de 2014 até aqui, todos nós, telespectadores e amantes do esporte ou não estamos sendo bombardeados com a divulgação da luta. Isso mostra cada vez mais a real necessidade de ídolos no esporte, seja para o delírio dos fãs ou das grandes marcas. Se levarmos em conta a vasta divulgação que vem sendo feita para a volta de Anderson Silva, também teremos certeza de um grande espetáculo.

Go spider!

1 Comment

Filed under Reflexões