Tag Archives: fifa

Copão do mundo

por Diogo de Barros Souza

A FIFA (entidade máxima do futebol) divulgou recentemente que a partir de 2026 a Copa do Mundo será disputada por 48 seleções. É verdade. Está feito. Não tem mais volta. Com certeza será o maior inchaço de todos os tempos, e causará grande impacto no aspecto técnico do futebol.

Temos uma previsão de formato de disputa que manterá o número de 7 jogos, para as seleções que chegarem até a decisão. As 48 seleções serão divididas em 16 grupos de três times. Os dois melhores de cada chave avançam ao mata-mata. Os 32 então viram 16, que se enfrentam em oitavas de final e assim por diante.

Sou contra o novo formato, esperava um pouco mais de criatividade dos homens fortes do futebol. Além do déficit técnico, teremos problemas com a questão do calendário dos clubes. Os interesses políticos, comerciais e mercadológicos entram em cena nesse tipo de negociação, e o presidente da FIFA, Gianni Infantino, sabe muito bem disso, tanto que o seu discurso de defesa sobre o novo formato é voltado para a expansão e desenvolvimento do futebol globalmente.

O “Copão do Mundo da FIFA 2026” será um sucesso de público, gols e muito mais, afinal somos apaixonados por futebol e não vamos deixar de ficar encantados com uma Copa. O futebol já é globalizado e atinge o mundo inteiro, até mesmo nos países que nunca participaram de uma Copa do Mundo e não tem um grande ídolo futebolístico, porque somente as 32 melhores seleções do mundo (até então) podem participar da competição de mais alto nível do futebol, elas disputam as eliminatórias e comemoram muito quando conquistam a vaga. Isso é futebol e esporte, o resto é negócio.

Leave a Comment

Filed under Reflexões

O que realmente importa

por Diogo de Barros Souza

A Uefa Euro 2016 terminou, a seleção de Portugal sagrou-se campeã pela primeira vez do torneio, vencendo a favorita França e Cristiano Ronaldo saiu da competição como favorito a Bola de Ouro da FIFA. Até então nada de diferente, mas uma imagem pós-jogo nos faz acreditar que ainda pode existir paz no futebol.

Um menino e torcedor de Portugal consolou um torcedor francês, logo depois do final da partida na Torre Eiffel. Ao ver o francês aos prantos, o pequeno português abraça e conversa com o seu até então adversário, demonstrando uma maturidade que muitos adultos desconhecem.

O que realmente importa é o espírito esportivo, saber perder e também saber ganhar. Esse talvez seja o único caminho para a paz no futebol. Um gesto simples e sincero é o essencial para acabar com a selvageria e falta de respeito dentro e fora dos estádios. Torço muito para assistir mais momentos assim. Mais uma vez o futebol respira!

menino-portugalxfranca

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Da tubaina ao champagne

por Diogo de Barros Souza

Quando você tem um sonho, uma meta ou um objetivo, acredite e dedique-se e tudo se realizará, o brasileiro Wendell Lira é a prova viva disso. O seu fantástico gol venceu a eleição do Prêmio Puskás na premiação da Bola de Ouro da FIFA 2015, superando nada menos que Lionel Messi, eleito pela quinta vez o melhor jogador do mundo. Desconhecido até então, Wendell Lira conquistou o prêmio graças ao gol marcado quando atuava pelo Goianésia na partida contra o Atlético Goianiense pelo Campeonato Goiano de 2015. O prêmio é uma homenagem ao húngaro e craque de bola Ferenc Puskás Biró, que nos 50 e 60 encantou o mundo com a sua genialidade.

Wendell, realizou o sonho de muitas crianças e adultos, ele foi da tubaina ao champagne, porque além de ter sido reconhecido pelo seu talento, teve a oportunidade de conhecer seus ídolos, àqueles da TV, do videogame e dos nomes estampados nas diversas camisas de clubes e seleções que vemos todos os dias nas ruas e nos campos de futebol. Pode ser que ele nunca jogue em um grande clube, mas o seu feito conseguiu renovar o sentimento de alegria dos milhares de apaixonados por futebol em todo o mundo, inclusive quem não gosta de futebol vibrou com essa conquista.

lira-puskas-fifa

“Davi e Golias, quando Golias apareceu, creio eu que todo mundo olhava para ele e falava ‘ele é muito forte, ele é muito grande, não tem como ganhar dele’. Davi quando olhou para Golias disse: ‘Ele é muito grande, não tem como errar.’ E é assim que temos que lidar com nossos problemas diários na nossa vida”, disse o brasileiro ao receber o prêmio, concedido em votação popular pela Internet.

Certamente, Davi venceu Golias mais uma vez.

Sem mais.

1 Comment

Filed under Reflexões

Calendário 2016

por Diogo de Barros Souza

Que 2016 será especial para o esporte, todos já sabem, principalmente para o Brasil que sediará a Olimpíada Rio 2016, a maior festa do esporte. Mas além dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, teremos um calendário 2016 esportivo bem interessante, com Eurocopa e Copa América Centenário, nos EUA.

zanetti

Vejamos alguns destaques confirmados até aqui:

Janeiro

02 a 25 – Copa São Paulo de Futebol Júnior
09 a 24 – Wildcard, semifinais e finais de divisão da NFL
31 – Início de alguns campeonatos estaduais de futebol

Fevereiro

06 – UFC 196 – Werdum x Velasquez
07 –
Superbowl 50
16 – Início da Libertadores
27 – UFC Fight Night – Silva x Bisping

Março

05 – UFC 197 – Rafael dos Anjos x Conor McGregor / Holly Holm x Miesha Tate
15 –
Início da Copa do Brasil
20 – Início da Fórmula 1
24 – Eliminatórias (América do Sul) da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018 – 5ª rodada
29 – Eliminatórias (América do Sul) da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018 – 6ª rodada

Maio

08 – Final de alguns campeonatos estaduais de futebol
14 –
Início do Campeonato Brasileiro
28 – Final da Uefa Champions League

Junho

02 – Início da NBA Finals
03 – Início da Copa América Centenário – EUA
10 – Início da Eurocopa – França
26 – Final da Copa América Centenário – EUA

Julho

10 – Final da Eurocopa – França
27 – Final da Libertadores

Agosto

05 – Abertura da Olimpíada Rio 2016
16 – Início da Copa Sulamericana
21 – Encerramento da Olimpíada Rio 2016

Setembro

02 – Eliminatórias (América do Sul) da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018 – 7ª rodada
06 – Eliminatórias (América do Sul) da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018 – 8ª rodada
07 –
Início dos Jogos Paralímpicos Rio 2016
18 – Encerramento dos Jogos Paralímpicos Rio 2016

Outubro

06 – Eliminatórias (América do Sul) da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018 – 9ª rodada
11 – Eliminatórias (América do Sul) da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018 – 10ª rodada

Novembro

10 – Eliminatórias (América do Sul) da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018 – 11ª rodada
13 –
Fórmula 1 – GP do Brasil
15 – Eliminatórias (América do Sul) da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018 – 12ª rodada
30 – Final da Copa do Brasil

Dezembro

04 – Última rodada do Campeonato Brasileiro
07 – Final da Copa Sulamericana
07 – Início do Mundial de Clubes da FIFA
17 – Final do Mundial de Clubes da FIFA

É evidente que 2016 promete emoções e muitas horas de esporte, seja na arquibancada ou no sofá de casa. A nossa geração terá a oportunidade de acompanhar uma Olimpíada no Brasil, assim como foi a Copa do Mundo. Espero que o esporte possa nos fazer esquecer um pouco o caos político, crise econômica, atentados, violência e tudo mais que nos assombra. Viva o esporte!

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Retrospectiva 2015

por Diogo de Barros Souza

Ao relembrar os fatos que marcaram o esporte na retrospectiva 2015, fiquei com a sensação de que algo está mudando, os escândalos envolvendo acusações de corrupção na FIFA e os casos de doping no atletismo francês, serviram de combustível para que as investigações continuem e determinem um caminho mais tranquilo para o esporte.

CORRUPÇÃO NA FIFA Uma mancha que dificilmente será apagada mesmo com a prisão dos envolvidos, pois segundo o FBI, isso tudo é apenas o começo.

DESTAQUES NACIONAIS Neymar (futebol), Mineirinho (Surf), Fabrício Werdum e Rafael dos Anjos (ambos do UFC), Ana Marcela Cunha (maratona aquática), Fabiana Murer (Atletismo) e Marcelo Melo (tênis) quebraram a banca.

retrospectiva-2015

DESTAQUES INTERNACIONAIS Djokovic (tênis), Hamilton (automobilismo) e os All Blacks (rugby) se consagraram mais uma vez campeões.

DOPING A equipe russa de atletismo foi punida e corre o risco de não participar dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

RECORDE O Golden State Warriors (NBA) atingiu a marca de 24 vitórias seguidas e nenhuma derrota na mesma temporada.

QUEDA DOS CAMPEÕES O UFC viu seu quadro de campeões mudar constantemente durante o ano.

OLIMPÍADA Um ano antes dos Jogos Olímpicos demonstramos avanço nas obras.

Espero um ano mais limpo e cada vez mais emocionante para o esporte. Feliz 2016!

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Não, obrigado

por Diogo de Barros Souza

Por mais que se tente explicar, é muito difícil entender o que faz um jogador aos 30 anos de idade recusar uma convocação para a seleção de seu país, em uma posição historicamente carente. O brasileiro e lateral direito do Bayer de Munique, Rafinha, pediu dispensa da convocação para as Eliminatórias da Copa do Mundo 2018, que será realizada na Rússia. Cogita-se a hipótese de uma certa vontade do jogador em atuar pela Alemanha, já que está prestes a conseguir a cidadania alemã e por achar que não tem chances reais de futuro na Seleção Brasileira.

Sempre pensei que Rafinha poderia ter mais chances na Seleção principal, mas nunca teve. Ele já participou de competições oficiais com as seleções de base, inclusive um mundial sub-20 e uma Olimpíada. Parece que esse pode ser o empecilho para que o seu desejo em atuar pela seleção da Alemanha não se concretize, o regulamento da FIFA impede que um jogador que já tenha atuado em competições oficiais por uma seleção nacional, jogue por outra. Mas isso vai ficar para os advogados discutirem, já que ele não completou sequer um jogo inteiro na seleção principal do Brasil.

Penso que se o Brasil tivesse goleado a Alemanha por 7 x 1 e levado a Copa do Mundo 2014, dificilmente algum jogador teria coragem para dispensar uma convocação, essa questão da perda do prestígio e respeito da Seleção Brasileira deve pesar (não deveria) na cabeça do jogador, ainda mais quando se tem a oportunidade de jogar pela seleção campeã do mundo.

Contudo, Rafinha foi claro na resposta da pergunta: Seleção Brasileira? Não, obrigado.

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Também quero

por Diogo de Barros Souza

Antes dos jogos da 18ª rodada do Brasileirão Chevrolet 2015, os árbitros fizeram um protesto contra o veto da presidente Dilma sobre o repasse de 0,5% dos recursos dos direitos de transmissão à arbitragem. O artigo faz parte da Lei de Responsabilidade Fiscal. O também quero dos árbitros deve ser respeitado, assim como outros protestos, seja de jogadores, torcedores ou imprensa.

protesto-arbitros

A manifestação e o choro são livres, dessa forma, a CBF deve respeitar também as manifestações contra a própria entidade, e suas peripécias. O futebol brasileiro precisa ser mais transparente e avançar para ser considerado profissional e imparcial. Por exemplo, não é aceitável ver um árbitro paulista, apitando um jogo de um time paulista contra um time nordestino, na casa do time paulista, mas no Campeonato Brasileiro. Isso aconteceu no jogo entre Corinthians x Sport, pela mesma rodada do protesto.

O repasse de 0,5% dos direitos de transmissão da TV, renderia algo em torno de R$ 10 mil por partida ao quarteto de arbitragem. Atualmente, os árbitros FIFA ganham cerca de R$ 4 mil por jogo, um aspirante à FIFA algo em torno de R$ 3,2 mil e os demais recebem R$ 3 mil. Penso que o caminho para amenizar o pedido dos árbitros seria a profissionalização da classe, mais treinamento e tecnologia, isso implicaria em melhores jogos e diminuição das polêmicas após cada rodada. O futebol brasileiro não merece continuar com o sistema arcaico de agora, afinal somos o único país pentacampeão do mundo, temos o atleta do século e blá, blá, blá…

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Chuva de dinheiro

por Diogo de Barros Souza

O ato promovido pelo comediante inglês Simon Brodki na entrevista coletiva da FIFA sobre as novas eleições para presidente, é sem dúvida uma das grandes imagens do ano, por mais que tenha sido por poucos segundos, a mensagem foi bem clara. As denúncias sobre corrupção na maior entidade do futebol irão permanecer por um bom tempo, mesmo que se ‘limpe a casa’, tudo indica que Blatter continuará apitando por lá, isso é comum no meio esportivo, por ter ficado tanto tempo na presidência, suas raízes permanecerão por alguns bons anos.

blatter-fifa-dolares

O fato é que o futebol está em um momento de desconfiança total, a chuva de dinheiro é apenas um ato de manifestação de um comediante, mas que representou àqueles que se preocupam com o esporte mais popular do planeta. Blatter se tornou o ícone de uma mancha na história do futebol, mas é certo que ele não é o único,  o seu azar é ser o mais conhecido por presidir a maior entidade de todas.

A preocupação maior é pela comédia que o futebol virou, cartolas fanfarrões e dinossauros continuam a frente das entidades e bloqueiam o seu desenvolvimento. O futebol precisa ser moderno e dinâmico para acompanhar a evolução dos seus admiradores, esse tipo de atitude é normal em outros esportes, mas as mudanças precisam ser aceitas por seus dirigentes que por um motivo ou outro sempre são os mesmos.

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Gol da Alemanha

por Diogo de Barros Souza

Parece que o tempo não passou, porque cada gol da Alemanha ainda está recente na memória dos brasileiros e vai continuar por um bom tempo, mas o aniversário dos 7 x 1 da Alemanha contra o Brasil na semifinal da Copa do Mundo 2014, completou 1 ano ontem e por incrível que pareça, a desconfiança e a impaciência continuam presentes na relação: Torcida Brasileira x Seleção Brasileira. A derrota e do jeito que foi, acarretou em uma série de deficiências em toda estrutura do futebol brasileiro, e muita coisa despontou para o início de uma grande reformulação no futebol pentacampeão do mundo.

gol-da-alemanha-1

Mas até o momento e com o escândalo da FIFA, ainda não conseguimos enxergar nenhum tipo de mudança significativa, muito pela falta de preparo dos comandantes do futebol aqui no Brasil. O que acontece fora de campo reflete em dobro nas ações dentro dele. Não é apenas de vitória que precisamos, e sim mudar a forma que entendemos o futebol.

Acredito que uma mudança de fato, é a reorganização do calendário do futebol brasileiro, que está fora dos padrões mundiais. Apenas com uma mudança desse tipo, vamos conseguir ter chances para avançar no fortalecimento dos clubes nacionais, revelar mais talentos e fortalecer a Seleção Brasileira, porque assim iremos conseguir respeitar as datas FIFA e não prejudicar os campeonatos estaduais, regionais, nacionais e continentais, valorizando ainda mais nossos clubes e jogadores.

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Mais que um jogo

por Diogo de Barros Souza

Em meio ao caos envolvendo as investigações entre o FBI e a FIFA, conseguimos acompanhar no último sábado um grande espetáculo do esporte conhecido como futebol. A decisão da UEFA Champions League é muito mais que um jogo, certamente porque consegue envolver uma enorme quantidade de pessoas, que ficam aguardando ansiosamente a sua decisão todos os anos. A final de 2014-2015 foi entre Juventus x Barcelona, e aconteceu no estádio Olympiastadion (palco da final da Copa de Mundo de 2006), em Berlim (Alemanha) com grandes astros e muita expectativa em torno do jogo.

Há alguns anos, era muito difícil assistir algum jogo da Liga dos Campeões na TV aberta, era comum apenas na TV paga. Sou fã confesso da ‘Champions’ e tentava de várias formas assistir uma partida em algum bar, pela internet ou na casa de um amigo. Mas hoje em dia, tudo mudou. Para se ter uma ideia da dimensão da final, aqui no Brasil tivemos transmissão em cinema, balada, tv paga e na tv aberta, ou seja, extrapolou e atendeu a todos os tipos de público.

champions-2015

O esporte precisa disso, a UEFA (entidade máxima do futebol europeu) juntamente com seus patrocinadores, principalmente a Heineken (cervejaria holandesa), consegue atingir níveis de envolvimento esportivo e comercial fora da linha normal de engajamento que estamos acostumados a acompanhar. Quando nos deparamos com alguma garrafa da Heineken é difícil não lembrar da Champions League. As ações da Heineken com a ‘Champions’ são constantes e acontecem em várias mídias ao mesmo tempo.

A decisão é realizada em jogo único, mas com uma atmosfera tão impressionante, que você não sente falta do segundo jogo, porque aquele é o momento e tudo é preparado para acontecer durante uma única disputa. Podemos dizer que o interesse mundial chega próximo do que temos em época de Copa do Mundo.

Ah… sobre o jogo, o resultado foi 3 x 1 para o Barcelona.

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Pediu pra sair

por Diogo de Barros Souza

Onde há fumaça há fogo e todo boato tem um fundo de verdade são ditados populares bem conhecidos por todos, e também por Joseph Blatter. O suíço renunciou ao cargo de presidente da FIFA, dias após ter sido eleito para mais um mandato da entidade. O cerco se fechou, e Blatter será insistentemente investigado pelo FBI até que encontrem algo que o incrimine. Ele está ciente disso, e com toda essa investigação sentiu que perdeu força e aliados, assim teria um mandato bem complicado e cheio de desconfianças. O que ele fez, pediu pra sair.

A renúncia vai colaborar com as investigações do FBI e também enfraquecer dirigentes do mundo todo, forçando-os a renunciar também, abrindo caminho para gestões profissionais e transparentes. O futebol ganhou um aliado no combate à corrupção,  o FBI não está brincando e a varredura vai continuar, mesmo com Blatter fora.

blatter-renuncia-fifa

Aqui no Brasil, a bola da vez é a dúvida sobre o que vai acontecer com a CBF e Marco Polo Del Nero, seu atual presidente. A tendência é que ele renuncie logo menos, com toda pressão e especulação deverá seguir o mesmo caminho de Blatter. Com a iminente saída de Del Nero da presidência da CBF, acredito que a limpeza da corrupção afete todo o futebol brasileiro. Corrupção essa que é uma herança da era João Havelange e Ricardo Teixeira. E nós, torcedores, agora temos a esperança de acompanhar uma revolução e um novo tempo para o futebol.

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Sujeira

por Diogo de Barros Souza

Infelizmente, a corrupção faz parte do esporte, e felizmente agora o FBI (Agência de Investigação Americana) também. O dia 27 de maio de 2015 entra para a história como o início de uma verdadeira revolução no futebol mundial. Sete dirigentes da FIFA (entidade que manda no futebol) foram presos na Suíça com suspeita de corrupção envolvendo nada mais nada menos que US$ 150 milhões de dólares.

Entre as acusações estão: compra de votos na escolha das sedes das Copas de 2018 (Rússia) e 2022 (Qatar), propina por contratos de televisão, entre outros. Uma verdadeira rede de sujeira foi apresentada para o mundo. Entre os acusados temos três brasileiros: José Maria Marin (ex-presidente da CBF), José Hawilla (Traffic) e José Lázaro Margulies (proprietário de empresas ligadas a transmissões esportivas).

fifa-blatter

Há quanto tempo ouvimos falar em dirigentes pré-históricos, empresários e intermediários no futebol, parece que alguém, no caso o FBI, resolveu investigar a fundo essa história e há 3 anos duvida das ações da FIFA. Escrevo esse post ao som de Vossa Excelência, música do Titãs, e atenção ao trecho: ‘Um dia o sol ainda vai nascer quadrado.’ Provavelmente, teremos mais notícias boas em um futuro próximo, com a prisão e acusação de vários dirigentes e dinossauros do mundo futebolístico.

Para se ter uma ideia da era jurássica, Joseph Blatter (suíço) está desde 1998 (quando a França venceu a Copa do Mundo diante do Brasil) no cargo de presidente da FIFA e prestes a se reeleger mais uma vez. A esperança é por dias melhores para o futebol, mais transparência nos negócios e honestidade dos seus dirigentes. O futebol é um negócio tão lucrativo que se torna alvo de corruptos, que apenas atrasam o seu desenvolvimento e principal objetivo, quando falamos em igualdade, distinção, respeito e jogo limpo.

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Não pode

por Diogo de Barros Souza

As polêmicas surgem de um dia para o outro no mundo do esporte, a bola da vez é o patrocínio da instituição financeira Crefisa e da FAM (Faculdade das Américas) nas camisas dos árbitros para as finais do Campeonato Paulista 2015. Até aqui tudo bem, mas tem um porém… A FIFA (entidade máxima do futebol) permite patrocínios nas camisas dos árbitros, desde que não haja conflitos de interesses.

Esse conflito é o patrocínio dos mesmos patrocinadores em alguma equipe(s) que esteja disputando a partida. Nesse caso, teremos uma, o Palmeiras no jogo de domingo as 11h, válido pelas quartas de final da competição. Mas se a Crefisa e a FAM quiserem, serão duas, pois como são empresas do mesmo dono, podem facilmente fazer um acordo pontual com o Botafogo-SP. Sendo assim, Palmeiras, Botafogo-SP e a arbitragem seriam patrocinados por eles. E vou além, caso o Palmeiras avance de fase, esse patrocínio poderia se repetir com as demais equipes. Como a maioria dos times está precisando de dinheiro, dificilmente negariam uma proposta como essa.

robinho-palmeiras

Segundo a FPF (entidade máxima do futebol paulista), o patrocínio servirá para custear as despesas de arbitragem na fase final do campeonato, e diz também que a FIFA não deve apitar nada por aqui, somente nos seus campeonatos. Os patrocinadores não tem nada a ver com isso, mas intencionalmente ou não já conseguiram atingir uma incalculável mídia espontânea em torno da polêmica antes mesmo do jogo. O Palmeiras também não deve se preocupar, pois sua relação com os patrocinadores é totalmente diferente e diz a respeito apenas ao patrocínio da sua camisa.

A FPF é a principal responsável por tudo isso, se a FIFA diz que não pode ter patrocínio nessas condições, não pode. É essencial seguir algumas normas básicas da sua maior entidade, ainda mais quando a questão tem fundamento, pois qualquer lance passível de discussão a favor do Palmeiras será prontamente relacionado com a questão do patrocínio à Federação.

Com tantos patrocínios que o Paulistão tem, será mesmo que vale a pena correr o risco de manchar a sua credibilidade com esse tipo de patrocínio?

Leave a Comment

Filed under Reflexões