Tag Archives: espírito esportivo

O que realmente importa

por Diogo de Barros Souza

A Uefa Euro 2016 terminou, a seleção de Portugal sagrou-se campeã pela primeira vez do torneio, vencendo a favorita França e Cristiano Ronaldo saiu da competição como favorito a Bola de Ouro da FIFA. Até então nada de diferente, mas uma imagem pós-jogo nos faz acreditar que ainda pode existir paz no futebol.

Um menino e torcedor de Portugal consolou um torcedor francês, logo depois do final da partida na Torre Eiffel. Ao ver o francês aos prantos, o pequeno português abraça e conversa com o seu até então adversário, demonstrando uma maturidade que muitos adultos desconhecem.

O que realmente importa é o espírito esportivo, saber perder e também saber ganhar. Esse talvez seja o único caminho para a paz no futebol. Um gesto simples e sincero é o essencial para acabar com a selvageria e falta de respeito dentro e fora dos estádios. Torço muito para assistir mais momentos assim. Mais uma vez o futebol respira!

menino-portugalxfranca

Leave a Comment

Filed under Reflexões

O tempo

por Diogo de Barros Souza

Quem nunca viu a imagem abaixo em algum programa  sobre Olimpíada ou superação?

Gabrielle Andersen - Jogos Olímpicos de Los Angeles em 1984

Pois é, essa é uma das imagens mais emblemáticas para mim, no que se refere a determinação e foco naquilo que se pretende alcançar: o objetivo. Na reta final, dos 400 m que restavam, a suíça Gabrielle Andersen se concentrou apenas em concluir a prova, objetivo anterior ao objetivo do tempo que ela pretendia fazer.

Por ter 39 anos na época, ela tinha consciência de que seria muito difícil ter uma nova chance de cruzar a linha de chegada no evento esportivo mais importante do planeta. Por isso ela não desistiu, mesmo com câimbras por todo o corpo. O seu objetivo desde o início era realizar o sonho de concluir a maratona olímpica de Los Angeles, em 1984.

Nesse caso, o tempo pouco importa. Ela concluiu os 42.195 KM em 2h48m42s. Ficou em 37º lugar entre as 50 atletas que largaram, sendo que apenas 44 conseguira concluir a prova.. A vencedora da prova, a americana Joan Benoit terminou em 2h24m52s.

Gabrielle é realmente um exemplo fantástico de superação e fez prevalecer o espírito esportivo acima de tudo.

Leave a Comment

Filed under Reflexões