Tag Archives: corinthians

O futebol respira

por Diogo de Barros Souza

Estamos vivendo uma semana transformadora para o futebol, com o cinematográfico título do campeonato inglês conquistado pelo bravo time do Leicester City, a classificação do Atlético de Madrid para mais uma decisão de Uefa Champions League contra o Real Madrid e a presença do Grêmio Osasco Audax na decisão do Campeonato Paulista. De alguma forma, são indícios de que o futebol respira, continua vivo e apaixonante para os seus fãs.

leicester-futebol-respira

Os três momentos citados são belos exemplos de que existem pessoas pensando diferente, e tentando proporcionar algo novo para quem ainda acredita que o futebol pode apresentar mais do que estamos acostumados.

Leicester City – Desacreditado. Baixo orçamento. Sempre briga para não cair.
Mas dessa vez tudo mudou, tudo foi diferente, surpreendeu o mundo do futebol ao derrubar os grandes da Inglaterra e conquistar o título antecipadamente. Seu técnico, o italiano Claudio Ranieri, nunca havia conquistado nada expressivo, mesmo comandando equipes de maior expressão.

Atlético de Madrid – Respeitado. Considerado a 3ª força da Espanha. Sempre ofuscado pelo Real Madrid.
Suas últimas temporadas, principalmente sob comando do argentino de Diego Simeone são surpreendentes, chega a segunda final de Uefa Champions League contra o seu maior rival ao eliminar uma das maiores potências do futebol atual, o alemão Bayer de Munique. Continua na briga pelo título do campeonato espanhol, disputando ponto a ponto a liderança contra Barcelona e Real Madrid.

Grêmio Osasco Audax – Ousado. Audacioso. Futebol moderno.
Quando surgiu, foi digno de piada por apresentar um estilo diferente de futebol, que agora é visto como moderno e encantador. Fernando Diniz, o técnico da equipe resistiu aos questionamentos e dúvidas sobre o seu modo de trabalhar, e conseguiu levar o Audax até a final desbancando dois grandes do futebol paulista, São Paulo e Corinthians.

As três equipes não são nada parecidas, apenas na forma de surpreender e enfrentar os ‘grandes’ de igual para igual. Enfim, vislumbro novos tempos para o nosso querido futebol, e acredito que ainda não vivemos tudo que esse esporte é capaz de proporcionar. Vamos jogar bola!

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Torcida única

por Diogo de Barros Souza

Toda polêmica envolvendo a liberação ou não de ingressos para a torcida visitante nos clássicos da 3ª e 4ª rodadas do Campeonato Paulista 2015 entre Palmeiras x Corinthians e Santos x São Paulo, deu-se por conta do ‘cair na real’ de dirigentes e responsáveis pela gestão e segurança do futebol paulista. Eles estavam preocupados com a iminente possibilidade de violência e mortes nos confrontos entre torcidas.

cadeiras-quebradas-allianz-parque

Entendo que as preocupações são relevantes e compreensíveis, haja visto os diversos incidentes causados no passado e recentemente e atualmente concordo com a possibilidade dos clássicos paulistas serem realizados com torcida única, para que haja maior harmonia ao torcedor comum, aquele que se diverte indo ao jogo com a camisa do seu time e quer levar o filho, a esposa e a mãe para o estádio, mas atualmente é impedido de fazer isso, por conta do histórico violento antes, durante e depois dos jogos.

Acredito que é uma questão a ser debatida mais profundamente entre a polícia, clubes e torcidas organizadas, para que consigam enxergar a dimensão dos problemas e o que essa possibilidade traria de benefícios para o esporte como entretenimento, aproveitando para refletir tudo que aconteceu no ano passado com a Copa do Mundo da FIFA. É óbvio que jogos com torcedores das duas equipes favorecem bastante a atmosfera do espetáculo, mas essa ausência seria revertida aos poucos, com educação e consciência dos torcedores, após um período sem a presença do torcedor visitante e sem confrontos tudo isso voltaria ao normal, mas sem violência. Assim espera-se.

cenario-foi-de-guerra-no-entorno-do-estadio-momentos-antes-da-partida

Infelizmente, a opção de realizar um clássico paulista com torcida única é um mal necessário, pelo menos por agora é uma grande saída para acabar com tanta violência nos estádios e fora deles também. Espero que a tentativa realmente se concretize um dia.

Leave a Comment

Filed under Reflexões