Tag Archives: conor mcgregor

Bolsa feminina

por Diogo de Barros Souza

Mesmo sofrendo uma inquestionável derrota para a brasileira Amanda Nunes no UFC 207, a americana Ronda Rousey não pode reclamar da bolsa (pagamento/salário) que recebeu para competir no evento realizado em Las Vegas, no último dia 30 de dezembro. Dana White tem seus preferidos na organização, Conor McGregor é outro que recebe grandes boladas sempre que compete.

A bolsa feminina recheada de dinheiro serviu apenas para Ronda, já que muitos atletas campeões, inclusive homens (com exceção de McGregor), nunca receberam algo parecido em uma única edição do UFC. A bolsa de US$ 3 milhões paga a Ronda Rousey, representou 64% de todo o valor destinado ao pagamento dos atletas que competiram no evento. O  total dos salários anunciado pelo UFC foi de US$ 4,683 milhões.

Todos sabemos que Ronda é uma grande estrela do esporte e tudo que envolve o nome dela, mas mesmo assim, achei que a diferença foi absurda demais, até por que a brasileira, vencedora da luta da noite e campeã mundial Amanda Nunes não recebeu nem 10% desse valor. O UFC precisa equilibrar algumas ideias para parar de ouvir reclamações dos seus principais atletas e perdê-los para outras organizações.

Confira a relação de todos os salários do UFC 207 e comprove o quanto Ronda é querida por Dana White:

Ronda Rousey: US$ 3 milhões
Dominick Cruz: US$ 350 mil
Amanda Nunes: US$ 200 mil (incluídos US$ 100 mil de bônus pela vitória)
Cody Garbrandt: US$ 200 mil
T.J. Dillashaw: US$ 200 mil (incluídos US$ 100 mil de bônus pela vitória)
Dong Hyun Kim: US$ 134 mil (incluídos US$ 67 mil de bônus pela vitória)
Neil Magny: US$ 114 mil (incluídos US$ 47 mil de bônus pela vitória)
Johny Hendricks: US$ 80 mil
Mike Pyle: US$ 55 mil
John Lineker: US$ 43 mil
Antônio Cara de Sapato: US$ 42 mil (incluídos US$ 21 mil de bônus pela vitória)
Tarec Saffiedine: US$ 40 mil
Louis Smolka: US$ 37,400
Alex Garcia: US$ 36 mil (incluídos US$ 18 mil de bônus pela vitória)
Tim Means: US$ 35 mil (sem bônus, já que a luta não teve resultado)
Ray Borg: US$ 30,600 (incluídos US$ 18 mil de bônus pela vitória)
Alex Cowboy: US$ 28 mil (sem bônus, já que a luta não teve resultado)
Niko Price: US$ 24 mil (incluídos US$ 12 mil de bônus pela vitória)
Brandon Thatch: US$ 22 mil
Marvin Vettori: US$ 12 mil

Total: US$ 4,683 milhões

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Roupa nova

por Diogo de Barros Souza

A partir de agora, os gladiadores do terceiro milênio terão roupa nova para utilizar na semana da luta, em compromissos oficiais do UFC e também no octógono. A parceria entre UFC e Reebok foi divulgada esta semana, e pretende marcar uma nova era para o UFC. A Reebok passar a ser a única fornecedora de materiais esportivos dos lutadores da Organização, isso implica em um contrato de exclusividade para cada um deles. O UFC repassará um valor para cada lutador, de acordo com tempo do atleta na Organização e sucesso nas vendas de uniformes do próprio lutador.

reebok-ufc

A estreia dos uniformes acontecerá no UFC 189, dia 11 de julho, que teria José Aldo no card principal defendendo o cinturão dos pesos-penas contra o irlandês Conor McGregor. O novo contrato determina o fim dos banners no octógono e o uso de uniformes com a exposição das marcas dos patrocinadores pessoais dos lutadores. As novas determinações não foram bem aceitas pelos lutadores, porque nem sempre tem luta ou eles podem ficar um bom tempo lesionados, e com as novas regras a dificuldade de captar patrocínio se tornará ainda maior.

ufc-reebok-aldo

A questão toda trata sobre a falta de exposição dos patrocinadores pessoais dos lutadores durante o período que mais se espera, a semana da luta. Acredito que tudo é muito novo, até mesmo para o UFC que compara o seu acordo com os contratos praticados na NBA e NFL, mas acontece que por lá, os jogadores recebem salário mensal, muito diferente do UFC, onde os lutadores recebem por luta. O UFC vai precisar encontrar um ponto de equilíbrio para que todos saiam ganhando e entendam a visão do acordo com a Reebok. Agora é lutar para ver!

Leave a Comment

Filed under Reflexões