Tag Archives: barcelona

Neymar e sua escolha

por Diogo de Barros Souza

Durante a vida precisamos fazer escolhas pessoais e profissionais, que serão importantes para a concretização dos nossos sonhos e objetivos. A decisão tomada por Neymar de trocar o Barcelona pelo PSG, significa que ele quer algo novo, tanto na carreira esportiva como na vida pessoal. Não vamos conseguir entender isso agora, porque aconteceu tudo muito rápido. Nem todos assimilaram ainda, podemos pensar que foi por dinheiro ou pelo fato dele querer ser o melhor do mundo, e com Messi ao seu lado isso seria impossível. É mais fácil pensar assim, não é?

O fato de almejar uma mudança, quando tudo está bem, torna o sentido das coisas bem diferente para cada pessoa envolvida. A princípio o Neymar pai não entendeu, assim como a imprensa, os companheiros de clube e de outros clubes também, e principalmente os torcedores do Barcelona, ninguém entendeu essa troca. Em uma vida repleta de escolhas, muitas vezes apenas uma escolha é necessária para causar uma explosão, como foi a transferência de Neymar para o PSG.

Sinceramente, eu nunca imaginei que o Neymar na plenitude da sua forma física, fosse sair do Barcelona e ir para outro clube europeu. Mas, o fato novo pode transformar a carreira dele, quer seja como protagonista, principal jogador do clube ou jogador mais caro da história do futebol. Amanhã ou agora poderá ser um de nós precisando tomar uma decisão importante, que vai mudar tudo, mas nem todos irão entender. Foi isso que aconteceu com Neymar.

O futebol é um negócio lucrativo, precisamos compreender isso quando pensamos nas oportunidades de mercado que surgem de uma hora pra outra, e causam uma reviravolta mundial. Neymar, não é apenas um jogador de futebol, ele é um produto esportivo muito valioso, que vale mais que os 222 milhões de euros que o PSG pagou ao Barcelona. Segue o jogo!

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Mais um El Clasico pra história

por Diogo de Barros Souza

O ‘El Clasico’ entre Real Madrid e Barcelona foi muito mais que futebol, além da importância da partida para ambos na classificação do campeonato espanhol, tivemos o prazer de assistir aos lances mágicos dos goleiros, Ter Stegen (Barcelona) e Keylor Navas (Real Madrid), o duelo particular entre os melhores do mundo, Cristiano Ronaldo versus Lionel Messi, e a genialidade incontestável do argentino.

A felicidade em jogar futebol era evidente em todos que estavam em campo, na plateia haviam torcidas organizadas e mistas também, com diversos turistas que estavam ali pelo jogo, por uma foto ou pela oportunidade de presenciar o maior clássico de futebol entre clubes do mundo.

A história foi escrita em um tapete verde com roteiro de Hollywood, impressionando os fãs de futebol do mundo inteiro, é um jogo para ser visto e revisto por muito tempo, para servir de exemplo para as novas gerações e explicar o que é o futebol quando lhe perguntarem. A resposta será o vídeo do jogo na íntegra, desde o apito inicial, e quem assistir vai entender bem por que esse esporte é tão fascinante e encantador.

Mesmo com um placar favorável nos minutos finais da partida e com um jogador a menos, o Real Madrid continuava tentando o gol de desempate contra um Barcelona exposto e também buscando a vitória. O que vimos foi um show de futebol e uma constante busca pelos 3 pontos. Nenhuma das equipes parecia querer o empate, porque estavam em um confronto direto pelo campeonato e indireto para mostrar força política no território espanhol em um duelo paralelo entre Madrid x Catalunha. O futebol é certamente mais que um simples jogo.Em meio a tudo isso, Messi atingiu a marca de 500 gols na carreira justamente contra o seu maior rival em mais um ‘El Clasico’ pra história.

Obrigado futebol.

1 Comment

Filed under Reflexões

O futebol respira

por Diogo de Barros Souza

Estamos vivendo uma semana transformadora para o futebol, com o cinematográfico título do campeonato inglês conquistado pelo bravo time do Leicester City, a classificação do Atlético de Madrid para mais uma decisão de Uefa Champions League contra o Real Madrid e a presença do Grêmio Osasco Audax na decisão do Campeonato Paulista. De alguma forma, são indícios de que o futebol respira, continua vivo e apaixonante para os seus fãs.

leicester-futebol-respira

Os três momentos citados são belos exemplos de que existem pessoas pensando diferente, e tentando proporcionar algo novo para quem ainda acredita que o futebol pode apresentar mais do que estamos acostumados.

Leicester City – Desacreditado. Baixo orçamento. Sempre briga para não cair.
Mas dessa vez tudo mudou, tudo foi diferente, surpreendeu o mundo do futebol ao derrubar os grandes da Inglaterra e conquistar o título antecipadamente. Seu técnico, o italiano Claudio Ranieri, nunca havia conquistado nada expressivo, mesmo comandando equipes de maior expressão.

Atlético de Madrid – Respeitado. Considerado a 3ª força da Espanha. Sempre ofuscado pelo Real Madrid.
Suas últimas temporadas, principalmente sob comando do argentino de Diego Simeone são surpreendentes, chega a segunda final de Uefa Champions League contra o seu maior rival ao eliminar uma das maiores potências do futebol atual, o alemão Bayer de Munique. Continua na briga pelo título do campeonato espanhol, disputando ponto a ponto a liderança contra Barcelona e Real Madrid.

Grêmio Osasco Audax – Ousado. Audacioso. Futebol moderno.
Quando surgiu, foi digno de piada por apresentar um estilo diferente de futebol, que agora é visto como moderno e encantador. Fernando Diniz, o técnico da equipe resistiu aos questionamentos e dúvidas sobre o seu modo de trabalhar, e conseguiu levar o Audax até a final desbancando dois grandes do futebol paulista, São Paulo e Corinthians.

As três equipes não são nada parecidas, apenas na forma de surpreender e enfrentar os ‘grandes’ de igual para igual. Enfim, vislumbro novos tempos para o nosso querido futebol, e acredito que ainda não vivemos tudo que esse esporte é capaz de proporcionar. Vamos jogar bola!

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Antológico

por Diogo de Barros Souza

Neymar protagonizou um dos lances mais belos de 2015, o gol antológico na vitória do Barcelona sobre o Villarreal pelo Campeonato Espanhol é digno de placa e Prêmio Puskas. Uma pena que a seleção de gols para o prêmio de 2014/2015 tenha sido encerrada em setembro, mas a obra de arte deverá figurar a lista de 2015/2016. Gols desse tipo são cada vez mais raros no futebol moderno que acompanhamos atualmente, de fato, é o típico gol de craque, do talento nato que possibilita o atleta visualizar segundos antes o que pretende fazer.

Não é apenas treino, tem muito da genialidade e capacidade de transformar o potencial em resultado. Por isso, o gol deixa de ser um detalhe, ele é o espetáculo e o que todos estão esperando. Não estamos na época de Pelé, Maradona, Garrincha, Platini, entre outros, mas já vimos seus gols e tudo que foram capazes de fazer ao longo do tempo. Agora esperamos ansiosos pelos gols de Neymar, Messi, Cristiano Ronaldo, Ibrahimovic e cia. Neymar conseguiu encantar o mundo e criar mais expectativa sobre o seu futebol, porque todos querem ver mais e mais disso.

neymar-barcelonaxvillarreal

Não é só o Brasil que está carente de um bom futebol, o planeta bola necessita de mais craques e gols raros para inspirar a nova geração. Alguns gols são apenas gols, mas o gol antológico de Neymar é diferente, é gol de videogame, é gol de imaginação, é gol de cinema. Quero continuar a acompanhar lances assim, não podemos perder a ousadia e alegria do futebol. Isso não pode acabar!

Leave a Comment

Filed under Reflexões

Mais que um jogo

por Diogo de Barros Souza

Em meio ao caos envolvendo as investigações entre o FBI e a FIFA, conseguimos acompanhar no último sábado um grande espetáculo do esporte conhecido como futebol. A decisão da UEFA Champions League é muito mais que um jogo, certamente porque consegue envolver uma enorme quantidade de pessoas, que ficam aguardando ansiosamente a sua decisão todos os anos. A final de 2014-2015 foi entre Juventus x Barcelona, e aconteceu no estádio Olympiastadion (palco da final da Copa de Mundo de 2006), em Berlim (Alemanha) com grandes astros e muita expectativa em torno do jogo.

Há alguns anos, era muito difícil assistir algum jogo da Liga dos Campeões na TV aberta, era comum apenas na TV paga. Sou fã confesso da ‘Champions’ e tentava de várias formas assistir uma partida em algum bar, pela internet ou na casa de um amigo. Mas hoje em dia, tudo mudou. Para se ter uma ideia da dimensão da final, aqui no Brasil tivemos transmissão em cinema, balada, tv paga e na tv aberta, ou seja, extrapolou e atendeu a todos os tipos de público.

champions-2015

O esporte precisa disso, a UEFA (entidade máxima do futebol europeu) juntamente com seus patrocinadores, principalmente a Heineken (cervejaria holandesa), consegue atingir níveis de envolvimento esportivo e comercial fora da linha normal de engajamento que estamos acostumados a acompanhar. Quando nos deparamos com alguma garrafa da Heineken é difícil não lembrar da Champions League. As ações da Heineken com a ‘Champions’ são constantes e acontecem em várias mídias ao mesmo tempo.

A decisão é realizada em jogo único, mas com uma atmosfera tão impressionante, que você não sente falta do segundo jogo, porque aquele é o momento e tudo é preparado para acontecer durante uma única disputa. Podemos dizer que o interesse mundial chega próximo do que temos em época de Copa do Mundo.

Ah… sobre o jogo, o resultado foi 3 x 1 para o Barcelona.

Leave a Comment

Filed under Reflexões